quarta-feira, 26 de março de 2014

Corte de nota Brasil não afetou procura por títulos públicos

O rebaixamento do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) não afetou a procura por títulos públicos do país, disse nesta terça-feira o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido. Ao comentar o resultado da Dívida Pública Federal (DPF) em fevereiro, ele disse que a demanda pelos papéis do governo brasileiro continua expressiva e com juros mais baixos do que os registrados na última segunda-feira."A gente continua observando o mercado bastante positivo em relação à demanda por títulos. Hoje, o Tesouro realizou um leilão de NTN-B [títulos públicos vinculados à inflação]. As taxas ficaram até 5 pontos-base abaixo do fechamento de ontem. Hoje, o mercado continua em uma dinâmica positiva em demanda por títulos", declarou Garrido.

Nenhum comentário: