quarta-feira, 26 de março de 2014

S&P espera alguns ajustes na política fiscal no Brasil

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) espera ver alguns pequenos ajustes na política fiscal brasileira após as eleições, mas não uma reversão rápida na tendência de deterioração das contas públicas.Durante teleconferência realizada nesta terça-feira, Lisa Schineller, analista da S&P responsável pelo Brasil, afirmou que esses riscos fiscais já estão embutidos no rating e perspectivas atuais. Ela reafirmou também que o Brasil é consistente com o grau de investimento. Ontem, a agência rebaixou a nota soberana brasileira para “BBB-”, com perspectiva estável.A analista voltou a repetir que os sinais da política econômica são "mistos" e, por isso, a agência trabalha com uma perspectiva de crescimento fraca. 

Nenhum comentário: