BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

domingo, 30 de abril de 2017

Delações geram debandada de advogados


A corrida pelo fechamento de acordos de delação premiada levou advogados a deixarem ou sinalizarem que deixarão a defesa de réus da Operação Lava Jato.Além de ser um instrumento legal que não é bem visto por parte dos criminalistas, a delação também pode comprometer advogados que representam mais de um envolvido na operação.Os casos mais recentes são o do empresário Léo Pinheiro, da OAS, e o do ex-ministro Antonio Palocci. Ambos se reuniram com a força-tarefa de Curitiba para negociar troca de informações por eventual redução de pena em caso de condenação.As conversas levaram três advogados de Pinheiro –Edward de Carvalho, Roberto Telhada e Jacinto Coutinho- a renunciarem à defesa do cliente no último dia 20, logo após o depoimento ao juiz Sergio Moro. Na audiência, o Ministério Público Federal confirmou que negociava a delação com Pinheiro, que já foi condenado uma vez e responde a outro processo penal.

Nenhum comentário: