BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,649, ETANOL: R$ 3,15

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,649, ETANOL: R$ 3,15

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Em greve, funcionários do Abrigo pedem saída de diretor

O novo administrador terceirizado do Abrigo São Francisco de Assis de Itabuna, Davi Guimarães, foi alvo de protesto dos funcionários da instituição, hoje (17), no primeiro dia de greve dos trabalhadores. Aos gritos de “Fora, Davi!”, funcionários pediram a saída do novo gestor. De acordo com denúncia do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna (Sintesi), desde quando Davi Guimarães assumiu a gestão do Abrigo, houve corte de 30% do salário dos funcionários, além de afetar a qualidade da assistência aos idosos. Na última quarta (12), a direção da instituição foi denunciada ao Ministério Público do Trabalho. Conforme os dirigentes sindicais, os cuidados com os idosos pioraram devido às más condições de trabalho imposta aos funcionários por Guimarães. “Ele retirou diversos adicionais que compõem o salário dos trabalhadores, tais como triênio, insalubridade e produtividade, que representa uma média redução de 30% dos vencimentos integrais dos 33 trabalhadores do abrigo. Além disso, sua relação com os funcionários é desrespeitosa e grosseira”, afirma a direção do Sintesi na denúncia ao MPT. A direção do Sindicato informou que “há uma politica que visa o lucro financeiro, o que não coaduna com os valores da missão que o abrigo se propôs ao longo de sua história”. De acordo com a denúncia recebida pelo Sintesi, “Guimarães vende patrimônio da instituição e embolsa um alto percentual de comissão”. Coordenador de formação do Sintesi e funcionário do Abrigo, Solisvaldo Francisco, que também é funcionário do abrigo, reforça que o patrimônio do Abrigo São Francisco de Assis foi constituído, ao longo da história, por meio de doações. “Portanto, deve ter a obrigatória destinação social e benemérita para população idosa, sem que se possa ser auferido nenhum lucro com qualquer transação vinculada a este patrimônio”, completou. A direção do sindicato frisou que além de representar os trabalhadores, sempre negociou com a instituição considerando suas fragilidades e a relevância social. O site não conseguiu contato com a nova direção do abrigo. (Pimenta)

Nenhum comentário: