BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,91, ETANOL: R$ 2,95

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,91, ETANOL: R$ 2,95

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Delações citam Agnelo, Arruda, Filippelli e complicam Rosso


O Supremo Tribunal Federal tirou o sigilo de delações da Andrade Gutierrez na tarde desta terça-feira (30/05). Os termos de depoimentos trazem citações a políticos do Distrito Federal, como os ex-governadores Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR), além do ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) e do deputado federal Rogério Rosso (PSD). As delações embasaram a Operação Panatenaico, deflagrada na última terça-feira.O delator Rodrigo Ferreira Lopes da Silva contou ter recebido uma cobrança de R$ 500 mil de Arruda em 2006, em troca de obras que seriam realizadas em seu mandato. Em outro depoimento, Rodrigo Ferreira detalhou supostas irregularidades na obra do BRT Gama. Segundo a decisão do ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato, o delator citou “o direcionamento da licitação ao Consórcio Andrade Gutierrez/OAS/Via; a solicitação de propina às empresas cartelizadas por parte de Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli, na forma de doações oficiais de R$ 500 mil por empresa, no primeiro e segundo turnos das eleições; e o pagamento de propina na ordem de 2% sobre o valor da obra a ser executada, tanto para o PT como para o PMDB”.

Nenhum comentário: