BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Manifestantes fecham BR-101, em Itabuna

A BR-101 foi interditada, em Itabuna, durante protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária e a terceirização irrestrita, propostas pelo presidente Michel Temer. A pista ficou interditada por, pelo menos, uma hora, nos dois sentidos. A polícia militar acompanhou o protesto. Manifestantes também pediam a renúncia do presidente da República e eleições diretas já. “Trata-se de um governo ilegítimo, reprovado por mais de 90% da população e que não teve autorização da sociedade brasileira para implementar essa pauta regressiva”, afirmou Jairo Araújo, vereador de Itabuna pelo PCdoB e presidente do Sindicato dos Comerciários de Itabuna. Pesquisa do Datafolha, divulgada ontem (30/04), mostrou que 85% da população quer eleições diretas. Participaram do protesto de hoje os sindicatos dos Comerciários, Bancários, Servidores Municipais (Sindserv), Trabalhadores Têxteis e Calçadistas (Sintratec) e Operários da Construção Civil, além dos movimentos dos Trabalhadores Sem-Terra e o Levante Popular da Juventude. A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Itabuna, Wilmaci Oliveira, lamentou ter sido este 1º de Maio uma data para protestos em vez de comemorações. “Neste 1º de Maio a classe trabalhadora não tem nada a comemorar. Continuaremos realizando protestos e manifestações até que esse governo golpista caia”, prometeu. (Pimenta)

Um comentário:

Messias Oliveira disse...

Como pode, meia dúzia de desocupados impede o tráfego e retira o direito de ir e vir do cidadão de bem e trabalhador, em busca tão somente da manutenção de sua boa vida. Gostaria que alguém me dissesse quando foi que esses sindicalistas deram um prego em uma mão. Todos aproveitadores da boa fé dos trabalhadores.
Agora uma dúvida: como pode centenas de pessoas serem impedidas de trafegar em uma rodovia por meia dúzia de vândalos, e ninguém fazer nada? Juntem-se e retirem esses vagabundos a força.