BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Dr. Cosme afirma que o PDT é oposição ao governo municipal

O Presidente do PDT de Ilhéus, Dr. Cosme Araújo diz, categoricamente, ser oposição ao governo municipal de Ilhéus, por entender que o atual gestor, Mário Alexandre, não tem compromisso com a cidade, e o seu projeto é meramente familiar. “Vai articular os primeiros dois anos de sua gestão apenas para reeleger a sua mamãe em outubro de 2018″. Nesta breve conversa com o Ex-vereador e também criminalista, na sua opinião o PDT não pode coadunar com uma gestão pífia em seus primeiros seis meses; um governo infiltrado por jabistas e principalmente por secretários fichas sujas que respondem processos. “Um que teve suas contas rejeitadas no legislativo ilheense e outro, citado pela Policia Federal na operação Vassoura-de-bruxa”, alfinetou.
Nesta conversa o Presidente Cosme Araújo fala do compromisso do seu partido com o povo de Ilhéus, e possivelmente deve lançar um nome em 2018 rumo à Assembleia Legislativa da Bahia. “O PDT tem uma história de quase quarenta anos e é alinhado à ideologia trabalhista e social-democrata.”. “Ilhéus precisa de nomes de respeito e comprometidos com a sociedade”. Finalizando o bate-papo, o ex-vereador e operador do direito, Cosme Araújo, deixa um recado duro para os militantes, com ou sem mandato: “Quem não cumprir o principio ideológico da agremiação partidária e o regimento ‘ipsis litteris‘, responderão e serão enquadrados com base na lei de infidelidade partidária e preceitos jurídicos. Consultando a legislação, o Jornal do Radialista constatou que os Partidos Políticos são os principais interessados em requerer a perda do mandato eletivo dos políticos que não forem fieis aos seus ideais ou que solicitarem a sua desfiliação durante o exercício do cargo político. São também legítimos para requerer a perda do cargo eletivo de um agente político que, solicitou sua desfiliação partidária ou foi infiel aos ideais de seu partido durante o exercício de seu mandato, os que possuem o direito iminente de ocuparem os cargos eletivos, seja de prefeito, vereador, governador, deputado, presidente ou senador, por serem os suplentes dos mandatos. Tal regra está consignada no §2º do art. 1º da Resolução TSE nº 22.610. Portanto, cabe a bancada do PDT na Câmara de Ilhéus, buscar colher as orientações do PDT quanto as matérias polemicas e de interesse da sociedade. Informações ainda do Jornal do Radialista constata que na última votação acerca da reforma administrativa, proposta de PL encaminhado pelo executivo, a bancada votou sem consultar o PDT local. “Entendemos que a matéria deveria ser discutida preliminarmente pelo diretório, mas, se assim não fizeram, esperamos a partir de agora em adiante mais cautela e policiamento a linha de pensamento e ideias do partido, evitando problemas futuros”, declarou o Presidente e maior liderança do PDT em Ilhéus, Dr. Cosme Araújo, que tem o apoio ilimitado do presidente estadual da sigla, Deputado Federal Felix Mendonça.

Nenhum comentário: