BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

sábado, 1 de julho de 2017

Doentes enfrentam calvário por falta de medicamentos


Pacientes que dependem de remédios para viver estão enfrentando mais uma provação, desta vez, ligada à burocracia e ao descaso. Medicamentos de alta complexidade e valores na casa de milhares de reais estão em falta há meses nas farmácias públicas de Minas Gerais. Nem substâncias destinadas ao tratamento de doenças bem menos raras e com preços mais abordáveis escapam. Ações judiciais e peregrinações sem fim de mães em busca dos únicos elementos capazes de aliviar o sofrimento dos filhos se misturam à longa espera e a promessas de regularização. Nos casos mais graves, complicações pela falta da medicação têm como resultado internações hospitalares por longo período.Um desses medicamentos é o Zavesca (Miglustat), usado no tratamento da Niemann-Pick Tipo C (NP-C). Doença progressiva e neurodegenerativa, a NP-C se caracteriza por ser uma condição genética hereditária rara, na qual as pessoas não conseguem metabolizar corretamente o colesterol e outros lipídios (moléculas gordurosas) dentro de suas células.

Nenhum comentário: