BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,87, ETANOL: R$ 2,97

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Assaltantes de bancos morrem em confronto com a PM Juazeiro

Cinco suspeitos de participarem de um roubo a banco em Sobradinho, no norte da Bahia, morreram em confronto com policiais militares em Juazeiro, na mesma região do estado, nesta terça-feira (1º). De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o tiroteio ocorreu no final da manhã, após a PM receber uma denúncia anônima. Segundo a SSP, o confronto aconteceu com equipes da Rondesp/ Norte em uma chácara situada no Jardim Flórida, zona urbana de Juazeiro. Os suspeitos se escondiam no local e planejavam atacar uma agência em Sento Sé, cidade que também fica no norte do estado, e tem atraído um grande número de pessoas após a descoberta de uma jazida de ametistas.
A Secretaria da Segurança informou que, após a localização da chácara onde o grupo criminoso estava, os policiais fizeram uma campana dos arredores e conseguiram abordar dois suspeitos que passaram pelos PMs em um carro. Com eles, foram encontrados máscaras. A dupla confessou aos policiais que havia armas no esconderijo e levou os agentes até o local. No entanto, os suspeitos não falaram que havia mais gente do grupo criminoso na chácara. A polícia acredita que a dupla tentou armar uma emboscada para os policias, que foram recebidos a tiros e revidaram. A dupla que levou os policiais até a chácara, além de outros três integrantes do grupo, foram atingidos no confronto. Eles foram identificados como Cleiton Alves Tenório (motorista e socorrista do SAMU Juazeiro), Wescley Aguiar de Oliveira (Natural de Cândido Sales), João Augusto Leal do Vale, Júlio Carlos Pereira Rocha (natural de Anagé). Um homem ainda não foi identificado. A polícia acredita que a dupla abordada pelos PM no carro tenha sido atingida pelos próprios comparsas durante o tiroteio. A SSP afirmou que todos os baleados foram socorridos para um hospital da região, mas não resistiram aos ferimentos. A polícia acredita que o grupo criminoso era formado por mais pessoas e que uma parte da quadrilha tenha conseguido fugir. (Vale em Foco)

Nenhum comentário: