BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,91, ETANOL: R$ 2,95

BAIXOU GERAL NO POSTO DOS TAXISTAS: GASOLINA: R$ 3,91, ETANOL: R$ 2,95

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Protestos fecham rodovia Uruçuca-Itacaré por mais de 2 horas

Um grupo de manifestantes fechou por 2h30 a BA-262, entre as cidade de Uruçuca e Itacaré, no sul da Bahia, na tarde desta quinta-feira (3). De acordo com informações da Polícia Militar, cerca de 200 pessoas participaram do protesto. Os manifestantes usaram pneus e pedaços de madeira, e incendiaram o material, para obstruir a rodovia. Segundo a PM, a manifestação começou por volta das 15h. Durante o ato, o trânsito ficou interditado nos dois sentidos da via. Conforme a PM, agentes da 72ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) estiveram no local e, por volta das 17h30, conseguiram desobstruir a pista. Após a liberação, o fluxo de veículos voltou ao normal.
De acordo com a PM, a manifestação foi organizada por moradores de uma comunidade que fica às margens da rodovia, na cidade de Uruçuca. O grupo protestava por conta de um pedido de reintegração de posse, que prevê a saída da comunidade do local. Os moradores da comunidade contaram que foram notificados pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seifra), no dia 27 de julho, para que deixassem a área em até 5 dias. O prazo acabou na segunda-feira (1º), e, segundo o grupo, eles não tem para onde ir. Conforme os moradores da comunidade, 44 famílias vivem no local há mais de 10 anos. Cerca de 200 pessoas participaram da manifestação (Foto: Arquivo Pessoal) Por telefone, a Prefeitura de Uruçuca informou que chegou a pedir ao Estado que o prazo fosse adiado, para que as famílias sejam colocadas em outro terreno, onde estão sendo construídas casas. No entanto, segundo a prefeitura, não obteve resposta. Em nota, a Seinfra informou que o pedido de reintegração de posse foi feito pelo antigo Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), e atende um pedido da Justiça, por causa do grande número de acidentes ocorridos na região. Além disso, segundo a Seinfra, a Estrada do Chocolate, que vai beneficiar o comércio e o turismo da região, vai passar pelo local e, por isso, é preciso que a área esteja livre. As obras para a nova estrada devem começar em 120 dias.

Nenhum comentário: