quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Que país é esse, ou que Justiça é essa?

Condenada por matar os pais, Suzane von Richthofen deixou na manhã desta quinta-feira (9), a penitenciária feminina de Tremembé, no interior de São Paulo, para a saída temporária de Dia dos Pais. A mulher de 34 anos foi recepcionada pelo namorado com um beijo e um sorriso e andou rapidamente até um carro, revelam imagens da TV Globo. Suzane foi condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais ocorrido em 2002. Ela está presa desde dezembro daquele mesmo ano, tendo ficado pouco menos de um ano em liberdade por habeas corpus entre 2005 e 2006. O benefício da saída temporária é dado a detentos do regime semiaberto que têm bom comportamento. Os presos nestas circunstâncias têm direito a cinco “saidinhas”: Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal e Ano Novo, Dia das Mães e Páscoa. Suzane teve progressão de pena para o semiaberto em outubro de 2015 e obteve sua primeira saída temporária em março de 2016. Suzane von Richthofen tenta obter na Justiça progressão para o regime aberto, quando poderá cumprir o restante da pena em liberdade. Só falta agora a Justiça brasileira permitir que Lula (preso) concorra a Presidência da República (ele pediu para participar do debate de hoje na Band ou, em última instância, ser incluído por vídeo conferência). A decisão ainda não saiu, mas novo pedido de soltura do ex presidente foi negado, mais uma vez, por unanimidade, na tarde desta quinta feira.

Nenhum comentário: