segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em Canavieiras

Com o objetivo de investigar fraudes no Cartório de Registro de Imóveis e no Tabelionato de Notas do Município de Canavieiras, o Ministério Público estadual, em parceria com a 7ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior em Ilhéus (7ª Coorpin), realizou nesta segunda-feira, 25, a 2ª fase da Operação Domus. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão de documentos, equipamentos eletrônicos e celulares no município de Canavieiras e um mandado no município de Pau Brasil. Além disso, foram afastados três servidores públicos municipais. São investigados servidores da Secretaria Municipal de Finanças de Canavieiras, servidores do Tribunal de Justiça da Bahia e corretores de imóveis. Participaram da operação os promotores de Justiça Mayanna Ribeiro, Yuri Melo, Frank Ferrari, Thomás Brito e Maurício Pessoa; dois delegados e diversos investigadores da Polícia Civil. A investigação tem como foco as transações de imóveis e apuração dos crimes de falsidade ideológica, supressão de documentos públicos, corrupção passiva, peculato e crimes contra a ordem tributária. Segundo os promotores de Justiça, existem em andamento dois Procedimentos Investigatórios Criminais (PICs) no MP, uma ação penal e 14 inquéritos policiais. Ao fim da operação, o MP estadual comunicou ao Ministério Público Federal (MPF) a existência de confecções de escrituras públicas, usucapião extrajudicial e concessão de título de domínio direto de terras da União.

Nenhum comentário: