terça-feira, 24 de novembro de 2020

Banco de Sangue promove Dia Nacional do Doador

Com o objetivo de sensibilizar a população sobre a importância da doação, o Banco de Sangue da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna lançou a edição de 2020 da campanha do Dia Nacional do Doador, celebrado em 25 de novembro. A unidade, que presta serviços de hemoterapia no sul da Bahia, voltou a enfrentar um período crítico, com baixo estoque de sangue. Na semana passada, por exemplo, a queda de doação foi em torno de 70%. De acordo com o coordenador de captação do Banco de Sangue da SCMI, Adelson Bispo, o receio é que essa redução se mantenha nos próximos meses. Ele observa que a quantidade de voluntários caiu drasticamente em março, mas registrou uma melhora significativa a partir do julho, passando de 450 para 800 bolsas mensais. Mesmo com essa melhora, o Banco de Sangue não alcançou o estoque de 1.200 bolsas, volume necessário para o abastecimento dos hospitais de Itabuna e de outros municípios da região. Adelson Bispo afirma que, tradicionalmente, o número de doadores cai a partir de dezembro. “Essa redução ocorre por causa das férias escolares, faculdades e porque muitos doadores viajam nesse período. Neste ano, o estoque já estava baixo por causa das medidas adotadas para evitar a disseminação do novo coronanvírus. Pedimos às pessoas que não deixem de comparecer ao Banco de Sangue de Itabuna e que continuem fazendo esse ato de amor ao próximo”, apela. O coordenador do Banco de Sangue destaca que, para evitar aglomerações, a doação de sangue pode ser agendada pelo telefone (73) 3214-9126. São atendidas seis pessoas por hora. Instalado no anexo do Hospital Calixto Midlej Filho, na rua Antônio Muniz, no Pontalzinho, e responsável pelo abastecimento de unidades que atendem à população de mais de 120 municípios, a unidade funciona das 7 às 17 h, segunda a sexta-feira, e das 7 ao meio dia aos sábados. Bispo explica que um doador pode salvar até quatro vidas. “Um ato que pode durar apenas 40 minutos pode ajudar a salvar a vida do seu próximo”, reforça. Para tornar-se um doador, a pessoa precisa ter entre 16 e 69 anos, pesar, no mínimo 50 quilos e estar bem de saúde. No caso dos menores de 18 anos, precisam de autorização de um responsável. Nesta quarta-feira (25), como forma de agradecimento, o Banco de Sangue de Itabuna distribuirá brindes aos doadores que comparecerem à unidade. O policial militar Victor Matheus Sena Ribeiro está entre os doadores que fazem questão de manter em dia o ato de solidariedade e amor ao próximo. Ele é doador há mais de 10 anos. “Quero convocar todos vocês a participar desse ato de amor ao próximo. O Banco de Sangue adotou todas as medidas sanitárias para nos recepcionar. Venha não deixe de ajudar o seu próximo”, convoca Victor. Outro frequentador assíduo do Banco de Sangue é o estudante universitário João kleber Damásio dos Santos, de 21 anos, há cinco anos como doador de sangue. “É um ato que desde cedo aprendi que é importante. É um gesto tão simples que todos, em condições fazê-lo, deveriam praticar”. Românica, a estudante de enfermagem Renata Maria Bonfim prega mais empatia. “Doe sangue porque você pode salvar o amor de sua vida!”. Jânesse Rosa Costa e Jéssica Pereira dos Santos, que são colegas de turma de Renata Bonfim, também são doadoras. “Há dois anos que sou doadora. É uma ação simples, mas importante”, afirma Jéssica. É muito bom ajudar o próximo. É uma ação que faço questão de participar”, conta a estudante universitária.

Nenhum comentário: