quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Escolas de Itabuna recebem 6 milhões de kits pedagógicos

A Secretaria Municipal da Educação de Itabuna, realizou, no mês de novembro, a distribuição de 6,3 mil kits pedagógicos que serão utilizados entre os estudantes da Educação Infantil, da Educação Inclusiva e dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, atendendo a uma demanda específica de 39 unidades escolares da Rede Municipal de Ensino. A secretária municipal da Educação de Itabuna, professora Nilmecy Gonçalves, explicou que os kits chegam como forma de apoiar às famílias e aos estudantes nas atividades em blocos que estão sendo oferecidos durante esse período de pandemia e de aulas não presenciais. Cada estudante recebeu um kit, composto por 1 cola bastão, 1 caixa de lápis de cor, 1 caixa de giz de cera, 1 caixa de tinta guache, 1 pacote de palitos de picolé, 1 lápis com borracha e 1 caixa de massinha de modelar. As escolas beneficiadas foram a Florípedes Menezes, Brasília Baraúna de Almeida e Leonor Santos Pacheco (Ferradas); Creche Ester Gomes e Escola Pedro Lemos (Lomanto), Escola Juca Leão (Manoel Leão) e Raimundo Jerônimo Machado (Nova Itabuna); CAIC Jorge Amado e Escola Roberto Santos (Jardim Primavera), Escola Vila Anália (bairro Vila Anália) e Milton Rodolfo (Parque Santa Clara); Escola Isa Brito (Banco Raso), Creches Maria Goretti e Elzo Pinho e Escola São Paulo da Cruz (Mangabinha), Escola Ação e Cidadania (Bananeira) e Lúcia Oliveira (Centro); Escola Pedro Jerônino e Três Irmãos (bairro Pedro Jerônimo), Creche Irmã Margarida e Escola Maria Pinheiro (Maria Pinheiro), Pequeno Aprendiz (Fonseca) e Espírita Emanuel (Novo Fonseca); Instituto Teosópolis (Conceição), Escola Ewerton Chaloup e Antônio Menezes (São Pedro) e São Francisco de Assis (São Judas Tadeu); Escola Novo Horizonte (bairro Novo Horizonte), São Lourenço (bairro São Lourenço), Creche Otaciana Pinto e Escola Maria Raimunda Oliveira (Santo Antônio); Escola Firmino Alves e Pequeno Lar (Fátima); Rainha dos Anjos e Marechal Castelo Branco (Califórnia); Rainha da Paz e e Maria Rosa (Monte Cristo) e Alberto Lessa (Santa Inês). Para a secretária Nilmecy Gonçalves “os kits chegam como mais um recurso no ensinar e no aprender, contribuindo com os avanços conquistados através das atividades em casa e enriquecendo-as com itens que aparecem na perspectiva de estimular a ludicidade das crianças”, disse. A diretoria do Departamento da Educação Básica (DEB) da SME explica que os pais já estão sendo orientados pelos professores e pelas escolas sobre a utilização e conservação do material, essenciais no desenvolvimento intelectual na faixa etária de 3 a 8 anos. Todo o material foi adquirido através de licitação, na qual 15 empresas participaram. A escolha da empresa vencedora levou em consideração a relação custo-benefício dos itens que atendessem às necessidades desse público-alvo. O ano letivo de 2020 com as atividades não presenciais da Rede Municipal de Ensino seguem até que haja autorização por parte das autoridades de saúde, sanitárias e epidemiológicas para o retorno das atividades presenciais, possivelmente num primeiro momento com um modelo híbrido (com controle na quantidade de estudantes nas escolas). A Rede Municipal de Ensino tem atualmente pouco mais de 17,2 mil matrículas ativas, 92 escolas, 1.200 professores e 800 funcionários. É a terceira maior rede municipal do Estado da Bahia (em quantidade de escolas, professores e funcionários), estando a frente somente as cidades de Feira de Santana e Salvador.

Nenhum comentário: