quarta-feira, 18 de novembro de 2020

UTI Neonatal do Manoel Novaes completa 20 anos

Referência no atendimento ao público infantil no interior da Bahia, com média anual de 920 internamentos de prematuros, a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI-Neo) do Hospital Manoel Novaes está completando 20 anos neste mês de novembro. A unidade atende pacientes não só do sul do estado, mas de outras regiões como extremo-sul, sudoeste e baixo-sul. Em duas décadas já internou 18,4 mil recém-nascidos. Implantada em 2000, inicialmente com sete leitos de alto risco e 12 leitos com unidades intermediárias, a UTI Neonatal do HMN é um dos primeiros serviços de alta complexidade para o público infantil no interior da Bahia. Hoje, a unidade conta com o total de 36 leitos, sendo 21 para pacientes de alto risco, 12 intermediários e três leitos na unidade Canguru. A diretora médica do Manoel Novaes, Fabiane Chávez, explica que a maioria dos leitos na UTI Neonatal é destinada aos pacientes regulados via Sistema Único Saúde (SUS). “Dos 21 leitos de alto risco, 20 são para os pacientes regulados. Isso demostra quanto a nossa unidade é importante. Prestamos um serviço por amor, pois os valores repassados hoje pelos serviços prestados pelo SUS não cobrem os custos”, constata a médica. Fabiane Chávez destaca que, antes da implantação da UTI Neonatal do Manoel Novaes, os moradores de Itabuna e dos municípios do entorno não tinham para onde encaminhar os pacientes que precisavam do suporte avançado. “Os pacientes eram levados para centros como Feira de Santana e Salvador”, recorda-se a médica. A coordenadora de Enfermagem da UTI Neonatal, Lucinaide Lemos (Nai), conta que esses 20 anos foram marcados por muitas batalhas vencidas. Ela cita como uma das conquistas a recuperação de uma bebê, em 2016, que chegou a pesar 465 gramas. “A bebê ficou quase 90 dias conosco e a evolução dela foi surpreendente para toda equipe. Hoje, ela vive sem nenhuma sequela”. Hoje, a família mora com a menina no bairro Califórnia, em Itabuna. Foi na UTI Noeonatal que também nasceram os filhos do casal Raimundo e Madalena Jarduli. Ela teve os gêmeos em dezembro de 2001, no oitavo mês de gestação. Uma dos bebês nasceu com 1,8 kg e outro com 1,3 kg. “Um deles ficou 15 dias e outro 24 dias. Foram dias difíceis, mas graças a Deus, todos estão bem hoje. Isso se deveu também ao trabalho da equipe dessa unidade”, reconheceu. De acordo com a coordenadora de Enfermagem do HMN, Luciana Nobre, muitas novidades ainda serão implantadas na unidade referência no sul da Bahia. Ela adianta que durante a cerimônia, nesta quinta-feira (19), para celebrar os 20 anos de implantação da UTI Neonatal, a diretora médica vai anunciar mais um projeto. Trata-se do Mãe Acompanhante, que permitirá uma acompanhante por 24 horas na unidade.

Nenhum comentário: