quinta-feira, 25 de junho de 2020

Brasil registra 1.141 óbitos e 39.483 casos de Covid em 24 horas

O Brasil tem 55.054 mortes de Covid-19, e o número total de casos é de 1.233.147. Os dados são do boletim das 20h desta quinta-feira do consórcio de veículos de imprensa formado por O Globo, Extra, G1, Folha de S. Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, a partir das atualizações das secretarias estaduais de Saúde. Foram registradas 1.180 novas mortes e 40.673 novos casos desde o último boletim consolidado, publicado às 20h de ontem.Nesta atualização, todos os estados, exceto Amazonas, informaram os dados. O próximo levantamento será divulgado às 8h desta sexta-feira. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde na gestão do interino Eduardo Pazuello. Segundo o levantamento, os cinco estados com o maior número de casos da doença são: São Paulo (248.587), Rio de Janeiro (105.897), Ceará (103.118), Pará (96.472) e Maranhão (74.925). Os cinco estados com o maior número de mortes são: São Paulo (13.759), Rio de Janeiro (9.450), Ceará (5.895), Pará (4.803) e Pernambuco (4.488). O Brasil é o segundo país com maior número de casos confirmados e de mortes provocadas pelo novo coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou 39.483 novos casos de Covid-19, além de 1.141 mortes provocadas pela doença, nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde. Com isso, o país chega a 1.228.114 infectados e 54.971 óbitos. Ao contrário do que vem fazendo nas últimas semanas, o ministério não explicitou quantas mortes foram registradas nos últimos três dias, no balanço enviado hoje. Tampouco informou quantos óbitos estão em investigação. São Paulo é o estado com mais casos da doença: são 248.587 até o momento. Em seguida vêm Rio de Janeiro (105.897), Ceará (102.126), Pará (94.036) e Maranhão (74.925). Quando observada as mortes, São Paulo também aparece na frente, com 13.759 óbitos. Depois vem Rio de Janeiro (9.450), Ceará (5.875), Pará (4.748) e Pernambuco (4.488).

Nenhum comentário: